FANDOM


A dança pode ser usada para inúmeras vertentes, tanto como movimento artístico expressivo, ou como reabilitação de indivíduos doentes físicos e até mesmo mentais. 

A dança auxilia na desenvoltura de movimentos diários ou atípicos, como ferramenta de desenvolvimento do físico melhora a postura, promove uma maior consciência do corpo, um melhor condicionamento, mais flexilidade e regula os hormônios liberados no corpo. 

Indo de encontro com a dança como cura para a mente temos a Dança Movimento Terapia (DMT) Uma sessão de terapia que não faz uso da palavra, onde não se encontram as habituais rodas de conversa mas sim faz uso dos movimentos, despertando sensações diferentes em cada um que se expresse através da dança. 

A dança auxilia na recuperação dessas pessoas, não há pressão para que se tornem profissionais ou bailarinos, o objetivo é despertar a consciência corporal, que descubram suas individualidades, suas limitações e que desbloqueiem anseios, medos e inseguranças. 

Como exemplo de método de cura mental, a dança é usada para o desenvolvimento de indivíduos com autismo. O artifício usado é a dança arquetípica (de origem oriental, inspirada nos movimentos concretos de espadachins) desenvolvida pela psicóloga clínica Marina Tschiptschin Francisco, que usa de estímulos da mente do deficiente para criar situações, através das quais a pessoa que está sendo movimentada, formula situações onde entra em contato com o outro e com si mesmo, permitindo-se ter novas sensações e experiências antes desconhecidas. Conforme avança o tratamento é perceptível que o paciente com autismo abre-se para o convívio com o coletivo, saindo da "caixa" que é seu mundo particular. 

Além deste exemplo, há outras doenças as quais as técnicas de dança são benéficas ao tratamento, como: esquizofrenia e depressão. Pacientes que procuram tratamento por meio da dança correspondem  com o esperado e possuem uma melhora significativa.

Autismo2
A dança nem sempre corresponderá como cura para as doenças, antes disso ela pode ajudar a prevenir, como no caso da depressão e de outras doenças crônicas. A dança nos coloca em estado de relaxamento, ao dançarmos é liberado em nosso corpo um hormônio chamado endorfina responsável por sentirmos alegria e bem-estar. Por tanto afasta estresse, ansiedade, distúrbios alimentares e promove uma conexão maior com o próximo.

A dançaterapia não é exclusiva, ela é direcionada à todos, sendo idosos, crianças, adultos e deficientes bem aceitos e podendo serem tratados juntos. A dança movimento terapia é regida por profissionais médicos como terapeutas que coordenam os movimentos de cada paciente, cada qual com suas características. A técnica alivia as tensões físicas e psíquicas, há uma ligação entre o corpo e a mente, ambos trabalham juntos favorecendo quem a pratica.